Ritalina – pós faculdade, depressão e vício em games (parte 2)

Em 2015, terminou a faculdade e eu fiquei sem saber o que fazer. Típico cara que se formou: advogar? Estudar para concursos? Trabalhar em outra área?

Decidi focar para concursos, mas estudei sem direcionamento nenhum e só com Ritalina. Nessa época conheci um jogo chamado Heroes of Order and Chaos (jogo de Android) parecido com LoL, de batalha de torres. Passei a gostar tanto do jogo que meu foco de concurso passou a ser no jogo. Passei 6 meses praticamente só jogando, até decidir fazer um curso preparatório para concursos chamado Damásio em 2015.2. Estudei até Junho de 2016 no curso.

Nesse período mais uma vez fiquei sem saber o que fazer. Essas fases são complicadas para qualquer pessoa, imagina para alguém que tem TDAH e não consegue tomar decisão facilmente. Mais uma vez voltei a jogar o já dito jogo.

Passei praticamente 6 meses mais uma vez só jogando, deitado na cama, jogando. Minha rotina: acordar, jogar, dormir. Eu não sabia na época, mas sim, eu estava com depressão. Ficava no quarto sem forças para me levantar. Só tinha o jogo. Virei TOP lá. Eu tinha os melhores personagens, melhores Skins, era famoso. Não queria saber da vida real. Só queria saber da minha falsa vida no jogo que eu tinha tudo.

Mas, João, como você aguentou todo esse tempo deitado com depressão??? Com a Ritalina. Eu ao invés de usar para estudar usei para jogar. Desvio de finalidade. Vício da adolescência veio para a vida adulta com a ajuda da Ritalina.

Meus pais fizeram de tudo para me ajudar, mas cada vez que eles falavam, mais raiva/angústia/tristeza eu tinha daquela situação e só pensava em jogar para esquecer isso tudo! Contraditório, não?

Até quando mantive esse hábito de só jogar o dia todo? Continua na parte 3!

Ritalina – Como tudo começou

Não sei se você sabe, mas sempre tive dificuldade para me concentrar nos estudos. Só conseguia me concentrar em algo que prendesse minha atenção ex: jogos de PC/computador.

Poderia passar horas jogando mas não conseguia passar 10 minutos concentrado em uma matéria de faculdade.

Decidi procurar ajuda e descobri que tinha TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) e comecei a tomar Ritalina em 2014. No 9o semestre da faculdade de Direito. Época que ia começar a fazer OAB, Monografia e me formar.

De início, foi uma maravilha! Tomava e me dava VONTADE DE ESTUDAR! OMG, remédio dos sonhos!!! Fora a confiança que dava, sensação boa, além da adrenalina, euforia. Conheço pessoas que tomam Ritalina só para irem para festas e serem/se sentirem sociáveis.

Passei na OAB de primeira, fiz monografia, passei, estudava sem perder a concentração por 7-8 horas ou mais, me tornei praticamente um Robô, mas tudo estava dando certo com a ajuda da Ritalina.

Com os meses passando, eu fui ficando acostumado e necessitava aumentar minha dose do remédio. Comecei com 1, 2, 3, 4, 5, 6 comprimidos por dia!

Será que esse foi o máximo que eu tomei por dia? Continua!

Dia 15/11/2017 – Meritum sala de estudos e picnic do Infinity – Shalom

Ponto alto do dia: me inscrevi na Meritum Sala de Estudos, local na Ana Bilhar que você aluga uma cabine para estudar.

Provavelmente foi a melhor decisão que eu tive para meus estudos no último semestre.

Segundo que me falaram várias pessoas já foram aprovadas em primeiras fases estudando lá. Tem até pessoas já aprovadas em todas as fases de concurso. Soube a história de um homem que passou e hoje é procurador que ganha 20 mil reais e quando vê o Instagram da galera sente saudades dessa fase da vida.

Hoje em dia ele só trabalha e não é a mesma coisa que estudar para concurso e estar junto a várias pessoas com o mesmo objetivo.

Diante dessa história desse atual procurador, pretendo aproveitar essa fase ao máximo!!! Curtir esta fase da vida, junto a outras pessoas com o mesmo objetivo!

VAMOS LÁ GALERAAAAA! ❤

JOÃO AQUI VAI CONTRIBUIR COM O EMOCIONAL DO GRUPO! ALEGRIA, ALEGRIA, ALEGRIA! YES, YES, YES!

Ah, detalhe, soube que havia 2 delegados insatisfeitos (cargo que eu almejo) estudando para ser promotor na sala de estudos, mas eu acredito que na vida você tem que arriscar e testar o cargo que você sempre quis, não adianta se basear em pessoas insatisfeitas, já que a vida delas é diferente da sua. Lembre-se disso!

A VIDA É SUA E CABE A VOCÊ DECIDIR COMO VAI SER.

Por volta de 15:00 fui ao Shalom, igreja católica em Fortaleza que fica muito próxima à sala de estudos. Teve o primeiro PIC NIC do Infinity* e conversamos bastante no Shalom. Houve conversa sobre espiritismo e catolicismo e o pessoal conversou por volta de 1 hora sobre o assunto; não curto muito estudo aprofundado sobre religião (digo mesmo!) e comecei a ficar com sono no momento, mas depois tudo melhorou.

Matheus me deu carona de volta à sala de estudos (muito obrigado cara, gratidão!) e eu voltei a estudar até 21:30!

Ver o pessoal estudando do meu lado me motiva.

Boa noite,

Abraço!

João Alfredo